Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Terapias



Quarta-feira, 08.07.15

Qual o seu tipo de stress e como combatê-lo

A nutricionista e terapeuta Charlotte Watts, do site healthista.com, identificou sete tipos de stress, a partir dos diferentes sintomas relatados pelos seus pacientes como resposta à pressão.

Quando estamos sob stress, as respostas fisiológicas do nosso corpo a tudo o que nos rodeia aumentam. A adrenalina é bombeada para os nossos músculos, o que nos faz ficar mais alertas e reagir - lutar ou fugir, por exemplo. Este é o stress dito normal ou saudável. Porém, quando o stress é prolongado ou não temos descanso suficiente após longas horas de trabalho, o corpo pode começar a mostrar sintomas de stress crónico e estes podem manifestar-se de formas distintas, variando de pessoa para pessoa. 

STRESSADO E NERVOSO 

Sintomas e sinais: 

  • Estar em alerta constante 

  • Reações rápidas em situações de stress 

  • Poucas horas de descanso/relaxamento 

  • Irritabilidade ou falta de paciência 

  • Sensibilidade à luz, som e a multidões 

Soluções: 

  • Respire fundo e relaxe. Se está acostumado a ignorar os sinais de cansaço que o seu corpo lhe transmite, está na hora de mudar esse hábito. O seu corpo precisa de descanso para uma recuperação contínua 

  • Faça caminhadas. Este exercício deixa o seu corpo livre de tensões porque o movimento ajuda na libertação dos músculos e redefine padrões de respiração - especialmente se for um passeio no jardim ou à beira mar. 

  • Tome magnésio (ou alimentos que o contenham). A capacidade para nos mantermos calmos depende da quantidade de magnésio no nosso corpo e o stress assimila-o muito facilmente. São exemplos de alimentos ricos em magnésio os legumes, nozes, sementes, peixe, cenoura, batata-doce, abacate, couve-flor, soja e lentilhas. 

STRESSADO E CANSADO 

Sintomas e sinais: 

  • Sensação de cansaço, mesmo quando acaba de acordar 

  • Crescente dependência de açúcar e/ou estimulantes de energia (como redbull ou café) 

  • Sentir-se tonto e/ou com dores de cabeça 

  • Distúrbios no sono, como insónias 

  • Retenção de líquidos

Soluções: 

  • Reduzir os estimulantes. Pode parecer difícil perceber como o stress se irá regular "sozinho", porém se acha que o café, o álcool ou os cigarros o mantêm alerta, engana-se. O efeito é contrário: estes elementos apenas o deixam mais alerta a curto prazo; quando consumidos a longo prazo fazem com que o seu cansaço aumente 

  • Pequeno almoço rico em proteínas. Se é daquelas pessoas que pega num pacote de bolachas e num sumo e sai de casa a correr, está na hora de rever os seus hábitos. Opte por tomar um pequeno almoço abundante em proteínas, para ajudar as suas supra renais e manter o equilíbrio de açúcar no sangue. Ovos, salmão defumado, nozes, iogurte grego e queijo feta são exemplos de produtos, ricos em proteína, que pode usar no seu pequeno almoço 

  • Não parar. Não se restrinja a praticar apenas alguns exercícios físicos, mantenha-se em movimento espontâneo diário. Vários estudos mostram que os músculos decompõem-se mais rapidamente sem movimento e o metabolismo fica mais lento, quando o corpo pensa que não é preciso produzir mais energia. Levantar-se da sua secretária de hora a hora é um exercício simples que previne estagnação e lentidão. 

STRESSADO E FRIO 

Sintomas e sinais: 

  • Acordar cansado 

  • Diminuição de energia 

  • Redução ou perda de audição 

  • Sentir mais frio que as outras pessoas, no geral 

  • Retenção de líquidos e má circulação 

  • Queda ou perda de cabelo (especialmente nas extremidades das sobrancelhas) 

  • Desmotivação e incapacidade de se concentrar 

  • Voz rouca 

  • Hipotiroidismo (baixa função da tiróide) 

Soluções: 

  • Evite açúcar. O hipotiroidismo pode andar de mãos dadas com problemas de açúcar no sangue e aumento de peso 

  • Faça exercício ao ar livre. O exercício físico estimula a secreção das hormonas da tiróide. Se este exercício for feito ao ar livre, o nosso corpo fica mais frio e faz com que o nosso metabolismo tenha um melhor desempenho 

  • Faça yoga. Alguns exercícios de yoga, especialmente as inversões - em que a cabeça fica numa posição mais baixa que o coração - incentivam o fluxo de sangue e o fornecimento de oxigénio e nutrientes à tiróide. 

STRESSADO E INCHADO 

Sintomas e sinais: 

  • Sensação de inchaço e/ou gases após as refeições 

  • Aumento dos sintomas de síndrome do cólon irritável 

  • Surgimento de sensibilidades alimentares 

  • Prisão de ventre ou diarreia 

  • Dores de cabeça 

  • Má digestão de gorduras 

Soluções: 

  • Tome suplementos. O stress desregula o nosso organismo a vários níveis, incluindo o alimentar. Aconselhe-se junto do seu médico ou farmacêutico sobre qual o melhor suplemento alimentar para si. Este irá ajudar no controlo do stress e previne intoxicações não só alimentares mas também da pele. 

  • Coma conscientemente. Quanto melhor mastigar os alimentos, maior é a probabilidade de ter uma melhor digestão e mais completa, evitando intolerâncias alimentares 

STRESSADO E SENSÍVEL 

Sintomas e sinais: 

  • Inflamações - tais como febre, asma, eczema, psoríase ou artrites 

  • Infeções frequentes - nomeadamente na garganta, ouvidos e nariz 

  • Problemas digestivos 

  • Inchaço, retenção de líquidos e variações de peso repentino 

  • Condições degenerativas - como a osteoporose, problemas articulares e até problemas cardíacos 

  • Doenças autoimunes - como a diabetes, esclerose múltipla e lúpus 

Soluções: 

  • Reduzir a quantidade de açúcar ingerida 

  • Consumir antioxidantes. Opte por alimentos que contenham altos níveis de antioxidantes para neutralizar os efeitos do stress, da poluição, da luz solar e do consumo de fritos. Coma produtos como legumes, nozes, muita fruta fresca, chocolate negro e vinho tinto 

  • Dispense os amidos 

STRESSADO E DESMOTIVADO 

Sintomas e sinais: 

  • Fraca motivação, até para executar tarefas fáceis 

  • Tendência para estados depressivos 

  • Usar o açúcar e os hidratos de carbono para se sentir bem 

  • Insónias 

Soluções: 

  • Tome ómega 3. Este óleo é conhecido por ser rico em dopamina. Baixos níveis desta substância estão ligados a problemas do foro psicológico. Fazer duas refeições de peixes, ricos em ómega 3, por semana é uma boa maneira de garantir que está a consumir a quantidade certa da substância 

  • Aumente a quantidade de "beta-endorfinas". Estas endorfinas são produzidas quando se diverte, ouve música ou faz sexo, por exemplo. Quando o cérebro liberta esta endorfina, experimenta-se um estado de bem estar e relaxamento 

STRESSADO E HORMONAL

(manifesta-se apenas em mulheres) 

  • Ter historial de problemas menstruais 

  • Menstruação mais dolorosa e desregular 

  • Problemas hormonais - miomas, endometriose, etc 

  • problemas de fertilidade 

Soluções: 

  • Opte por alimentos ditos orgânicos. Carne que não seja biológica e lacticínios contêm hormonas de crescimento que perturbam o equilíbrio hormonal 

  • Evite produtos processados de soja. Formas tradicionalmente processadas de soja, como os molhos, o leite de soja e a proteína texturizada vegetal têm uma ligação direta com a saúde feminina, quando consumidos várias vezes por semana 

 



Ler mais: http://visao.sapo.pt/qual-o-seu-tipo-de-stress-e-como-combate-lo=f824564#ixzz3f7v303Tf

 

E assim ficam aqui boas dicas...

Autoria e outros dados (tags, etc)

autoria Sandra P. às 07:44


1 comentário

De Sónia a 10.07.2015 às 22:55

Stressante...

Comentar post




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031