Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Terapias



Sábado, 30.05.15

A ‘gata’ procura um emprego e por isso Dá Á Sola daqui para fora

Hoje resolvi partilhar a crónica da Helena Crisitna Coelho, do Económico,que como sempre está excelente... Bem gosto muito por falar da minha academia de formação, a Universidade do Minho, e das Monumentais Festas do Enterro da Gata mas acima de tudo por alertar para a situação dod jovens em Portugal. 

 

Esta crónica alerta para a instabilidade do país e para a escassa oferta para os jovens recém-formados. Todos sabemos como a precaridade e o desemprego afeta os jovens Portugueses... É recibos verdes para lá e para cá e isto se houver é uma sorte, senão é ficar em casa dos pais a procurar trabalho ou a sobreviver com o salário.

Eu sou jovem, AMO o meus País e farei de tudo para ficar cá! Todavia, se isto continuar assim que futuro terei? Interrogo-me muitas vezes.. Mas não sou a única pois vejo as minhas amigas partilhar as mesmas angústias...

 

Eu já estive no estrangeiro, sei muito bem o que isso é, pois custa deixar a família, os amigos, a casa e até a nossa almofada, sim é verdade, a almofada... Que saudades que eu tive dela!

Eu não quero voltar a deixar o meu país para trás, não quero mesmo!

No entanto no momento encontro-me desempregada como milhares de jovens, não estou parada pois tenho submetido projetos meus a concursos de empreendedorismo, prémios sociais vamos ver se a sorte me calha á porta... Medo de trabalho não tenho|

O meu desejo era criar um projeto social direcionado para os idosos e uma empresa de consultoria, vamos ver se os consigo pôr em prática. 

Inspirava-me e continuo a inspirar nos meus pais, sempre trabalhadores por conta própria, com muito trabalho em cima mas também realizados profissionalmente e ao nível familiar. Por vezes era dificil para eles conciliar as duas coisas mas como são muito apaixonados pelo que fazem conseguiam...

 

 

Nunca pensei chegar aos 26 anos desempregada e com poucas perspetivas de fututro

.. Nunca!! Este não era o País e o Futuro que idealizei.. 

 

Sempre fui uma boa aluna, consegui formar-me numa boa Universidade, sei que sou muito boa naquilo que faço, também me empenho e dedico muito e aposto sempre na formação (cursos, workshops, pós-graduações) e ainda assim vejo-me neste momento de uma forma que não esperava. Ás vezes pergunto-me senão serei injusta, senão terei desejado demais para mim??

 

Se eu pudesse ajudava muito o meu País.. 

 

 

Então aqui fica a crónica:

 

O Enterro da Gata é uma velha tradição académica que, todos os anos por esta altura, leva milhares de estudantes a percorrer as ruas de Braga em cortejo, a chorar pela ‘finada’. Um ritual criado para simbolizar a morte do indesejado insucesso escolar.

Este ano, porém, não houve ‘gata' para enterrar. Porque, este ano, ‘a gata dá à sola', que foi o slogan escolhido pela organização da festa académica como grito de alerta e protesto: contra o abandono do ensino superior, contra a falta de emprego, contra a saída forçada para o estrangeiro.

É curioso que esta mensagem tenha andado nas ruas na mesma semana em que Cavaco Silva organizou o último encontro dos seus ‘Roteiros', dedicada aos jovens e ao futuro, e em que se conheceu o estudo do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, sobre as situações e atitudes dos jovens portugueses. Isto porque, a avaliar pelas conclusões do inquérito, as preocupações batem certo com as estatísticas. Basta enumerar algumas.

 

Quem quiser ler o resto, está aqui: http://economico.sapo.pt/noticias/a-gata-procura-um-emprego_218955.html

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

autoria Sandra P. às 12:26


2 comentários

De Happy & Healthy a 30.05.2015 às 12:47

Tenho imensa curiosidade em ir à semana académica de Braga. Talvez para o ano consiga! :)
Quanto ao resto, acho que Portugal precisa de uma reforma profunda no sistema de ensino. Esta opinião é muito pessoal, mas acho que Portugal não precisa de facilitar mais o acesso universitário aos jovens (está mais que facilitado, já se pode ir para a universidade sem o 12º ano, o que para mim é escandaloso). Ir para a universidade tornou-se uma prática tão banal, que muitas pessoas vão só pela vida académica, pela festa, e não pelo percurso profissional. E depois aparecem diplomas ao Domingo...
Acho existem demasiados cursos e demasiadas vagas na universidade (já vi cursos para tudo, desde Curso Superior de Secretariado a Curso Superior de Gerontologia, onde pelos vistos te ensinam a passar a ferro), que permite aos jovens formarem-se para depois não terem lugar no mercado. Atenção, não estou a dizer que não deveria haver formação universitária, nada disso. Aliás, em Portugal temos uma excelente qualidade de ensino. Eu sou estudante universitária e defendo que devem haver profissionais especializados em todas as áreas, mas de uma forma equilibrada. Defendo que para um desenvolvimento sustentável do país, muitos dos cursos que existem se deveriam converter em cursos técnicos, de menor tempo, com menor investimento por parte do estado e dos alunos, e com uma parte prática mais consolidada (pois há imensos cursos em que este tipo de estrutura faria muito mais sentido). E depois cursos mais teóricos, ou que exigem mais responsabilidade, aí sim, abrirem-se vagas universitárias, sendo exigente nos critérios de acesso, mas aí sim, facilitando o acesso a jovens com dificuldades económicas, que se mostrassem aptos.
Agora quando o que precisamos é de 1 profissional mais teórico e 10 técnicos, e o que temos são 11 teóricos, o que acontece é que se emprega 1 teórico, se deixam os outros 10 no desemprego e se contratam 10 indiferenciados que se formam on the job, quando se podia ter prevenido isto fazendo esta seleção das necessidades do país, nas vagas que se abrem em termos de formação, poupando ainda ao estado e aos alunos formações desnecessárias. Passámos um período de vacas gordas a formar pessoas para Portugal e para a Europa e esse modelo revelou-se claramente insustentável. Assim, esta seleção está inevitavelmente a ocorrer, mas de uma forma errada, como muitas outras coisas neste país. Na minha opinião, seria urgente reformular esta estrutura...

http://happyandhealthy.blogs.sapo.pt/

De Sandra P. a 11.06.2015 às 11:23

Tenho que concordar contigo relativamente as politicas de ensino.. Este cenário começa a revelar-se preocupante...

Comentar post



Quem sou eu

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2015

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31